quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Desagua essa dor
Expulsa o rancor
Afoga a mágoa
Em um mar
De paz

Afasta a melancolia
Chore todos os rios
Todas as chuvas
Todas as enchentes
E deixa o sol secar tudo

Pinte todas as paredes
De branco, de nada
Só pra ter o que pintar
Só pra ter o que sujar

Deixa eu ser parede
Deixa eu me pintar de branco
De nada
Pra você me pintar
Pra você me sujar
Pra gente começar do zero
Pra gente se reinventar
Juntos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário