quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Me pediram pra escolher. Pediram não, mandaram. Me obrigaram. Eu, que por minha vez, nunca tive certeza nem de que meia usaria (isso explica o fato de eu usar um de cada cor), me apavorei. Bom, na verdade não foi bem isso. Eu sabia o que escolher, só não sabia se essa opção iria existir. Tentei explicar: É algo como escrever as cores, pintar as palavras, expor o invisível e esconder o especial. É alguma coisa entre ensinar pra ninguém e falar calado. Alguma coisa que transita entre o branco e o preto. Sim, tudo que transita entre os dois. Digamos que seja um pouco daquilo porém sem aquela parte, sabe aquela? Não essa, aquela. Sim, essa mesmo. É uma mistura entre isso e aquilo ali, com a única diferença que seria ao contrário. Entendeu? Eu também não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário