sexta-feira, 21 de junho de 2013

Engula a gula.
Engula guela à dentro.
Empurra guela à fora.
A gula emburra e berra.
A gula grita e chora.
A gula enfia guela à dentro.
E a culpa coloca guela à fora.
Engula o berro, engula o grito,
Engula tudo e mais um pouco disso.
Engula tudo que quiser e puder
E depois jogue fora.
Engula a gula e vá embora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário