terça-feira, 28 de agosto de 2012

E no mais, o que sempre valeu a pena foi o nada. Nada sempre foi a resposta pra tudo. O nada, o zero, o ponto final. O fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário