sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

É a culpa, só culpa. O sentimento mais simples e devastador. Que corrói, machuca, mata. É a culpa e só a culpa que consegue me tirar qualquer racionalidade. Pense em mim como uma grande piscina cheia de água. A água é o amor, a água é tudo que só o tempo pode construir. A culpa é a tinta, vermelha, sangrenta. Basta uma gota de culpa, uma mísera gota, pra manchar toda a água. E não importa quanto amor, quando felicidade, quanta lembrança boa esteja ali, a culpa vai manchar tudo. E de repente, tudo vai parecer melhor que minha água suja. Tudo vai parecer convidativo. Todo copo d’água vai parecer rio. Tudo a sua volta vai parecer mar. E eu vou ficar aqui, com minha piscina suja, com minha água sangrenta. Qualquer dia eu morro afogada.

2 comentários:

  1. Amante secreto riririri27 de janeiro de 2012 15:54

    E o Math é o cloro que dissolve toda a tinta da agua da piscina e deixa ela limpinha

    ResponderExcluir
  2. nossa, exelente texto.

    Quando a culpa manchar suas águas uma solução é aumentar o tamanho de sua piscina :P

    sempre há alguem para te ajudar a aumenta-la

    ResponderExcluir