quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Passou


Tudo bem, os dias têm até sido mais ensolarados. Não que eu goste de sol, não gosto. Mas em relação às nuvens negras que estavam me rondando, o sol neste caso é bem vindo. As músicas, sim, as malditas músicas que me derrubavam, acabavam comigo, hoje já não soam com tanto rancor, pesar. Claro que as coisas também não são tão fáceis assim, não é nada automático. Mas tenho percebido que com o tempo tudo vai tomando seu lugar. Ainda preciso definir metas, estipular regras, barreiras. Ficar me afogando em álcool pode matar muito mais que a dor. Isso é tudo que nos resta: Lembranças, saudades - impossível não senti-la -, remorso talvez, e algumas paredes com poemas mal apagados. O tempo vai tratar de apagá-los, ou tampá-los com algo mais recente.

Um comentário:

  1. Gostei. Sentimentos fortes, e muitas interpretações. O que eu entendi é exatammente o que se passa comigo, e isso é ótimo. Parabens

    @FilipePadula, venho do Twitter

    ResponderExcluir