quarta-feira, 14 de setembro de 2011

O Desconhecido


Quem é você? Quem é você que me prende nessa absoluta ausência de respostas? Quem é você que nesse jogo de esconde-esconde não quer ser achado de maneira alguma? Quem é você que me escuta –ou me ignora- de forma tão intensa que chego a arrepiar? Me diz, quem é você. Ou melhor, não me diga. A não ser que valha a pena. Não estrague o encanto por pouco. Não me tire o gosto da imaginação. E sabe do que mais? Talvez seja só minha imaginação. Talvez você nem exista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário