quinta-feira, 25 de agosto de 2011


É só ausência. De tudo e de nada. Não sei se é certo estragar isso, a dor me humaniza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário