segunda-feira, 25 de julho de 2011

Viagem nº 321

Só mais uma dose. Só mais uma música, a última. Só mais um choro. Mais um lamento. Mais uma despedida. O mesmo poema de sempre, que já se fez cansar. Só mais uma vez. Vamos, me diga tudo isso outra vez, pra que eu tenha bons motivos pra ir. Me diz tudo isso que você adora dizer. Esfrega na minha cara o desgosto. Tudo fica mais fácil quando se tem um motivo. Um pulo, uma corda, qualquer faca cega -matam menos que uma palavra seca-.


Nenhum comentário:

Postar um comentário