terça-feira, 15 de março de 2011

Eu, e só

Me deixe, às vezes... Não sempre. Nem sempre quando eu pedir. Às vezes vai ser manha, mas às vezes eu realmente vou querer ficar comigo mesma. Sem tanto barulho, sem tanta gracinha. Às vezes eu gosto de me sentir mal. Pode ser masoquismo, chame como quiser, mas eu realmente gosto. Talvez seja porque quando me sinto mal, eu dou valor a quando estou bem. E, isso me lava a alma. Me faz bem. Deixa eu me matar. Se for de um jeito gostoso, tudo bem. Só quero que seja lentamente...


Nenhum comentário:

Postar um comentário