quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Sem chão

Sem rumo, sem destino. Eu vou vagar por aí até você trazer sua luz de volta, até trazer minha felicidade, minha vontade de viver, minha vontade de seguir. Mas até lá, eu vou um só um pedaço, um nada, que não vai fazer nada além de pensar em você, reviver os momentos, planejar os próximos passos. E apesar de cada vez estar mais entregue, eu ainda cometo erros. Erros idiotas, mas que machucam, os dois. Erros que me fazem ver o quanto você é bom demais pra mim, e que eu nunca vou te merecer. Erros que não quero nunca mais cometer.






Nenhum comentário:

Postar um comentário