quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Quem sabe não é algo de concreto?

Muitas vezes, eu ouvi pessoas mais velhas, "mais experientes" dizendo, que sou jovem demais pra ter amizades verdadeiras, amores reais, coisas que vão durar. E muitas vezes foi isso que percebi. Melhores amigas que brigavam em uma semana, amores pra vida toda que nunca passavam de um mês, o grupo de amigos inseparável, que se separou. Mas, a vida me cobrou responsabilidade. Não, não a responsabilidade que meus pais querem, foi uma que talvez eles menos queriam, mas foi a que eu aprendi a ter. O tempo me fez amadurecer antes da hora, e me fez ver amizades que eu realmente poderia dizer "Eu amo os meus amigos, e eles são os melhores que eu poderia ter." E o tempo me mostrou que não precisa estar do lado deles pra sentir isso, muito pelo contrário, às vezes a distância só ajuda a perceber isso. O tempo me ensinou a ajudar, a atrapalhar, e me ajudar atrapalhando. O tempo, me mostrou que existe sim, amor quando jovem, e que ela pode ser tão forte e imenso, quanto um amor de meia idade. O tempo me mostrou, que não existe idade pra estar do lado, ou apenas em paz, com quem a gente mais ama.


Nenhum comentário:

Postar um comentário