sábado, 1 de janeiro de 2011

Ano novo, vida planejada.

Mais um ano, mais uma chance de fazer o que não foi feito, dizer o que não foi dito, ou se calar em alguns momentos. Nas últimas viradas do ano, eu estava sem forças, sem ânimo, sem vontade de começar uma nova etapa, sem motivos pra viver, e sem coragem pra acabar com essa angústia. Mas esse ano, meu sentimento foi outro, uma mistura de aperto no coração, uma saudade imensa, me machucando, e ao mesmo tempo, esperança, vontade de seguir em frente, de fazer tudo certo, vontade de fazer valer alguma coisa na minha vida. Exatamente a meia noite, eu gritei o mais alto que pude, gritei até minha garganta pedir socorro, gritei pra quem quisesse ouvir, o tamanho do meu amor por você. Eu queria que nesse momento você pudesse me ouvir, queria você ali, pra me fazer calar a boca, e me mostrar porque é que eu te amo tanto e te quero tanto.






"[...]Front page [...] New age"

Nenhum comentário:

Postar um comentário