sábado, 27 de novembro de 2010

Não é mais você

Os dias tem passado tão rápido que eu nem pude ver.
Eu andei mudando, talvez você tenha percebido,
Que não é mais nos seus braços que me sinto segura.
Hoje eu quero tanto seguir minha vida,
Fazer minhas escolhas sem ser repreendida.
E se eu errar, que seja porque fiz do meu jeito,
E não do seu...
Hoje quero colocar as asinhas de fora
Não ficar com remorso ao ir embora,
E deixar um caminho que não era meu.
Era seu, o tempo todo foi seu.
Eu quero ter meus segredos, meus anseios,
Minhas aventuras e desventuras.
Eu quero poder ir às alturas,
E chorar em outros braços a minha queda.
Hoje eu percebi que mais cedo ou mais tarde seria assim.
E já que eu tenho essa fama de ser ruim,
Deixe que eu mesma vou me afastar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário