segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Não tem mais com esconder.

Minha vida está um tormento! Não tenho mais paz! Eu não durmo direito, não como direito, não estudo direito. Minha cabeça está a mil. A cada batida do meu coração, é como se eu estivesse morrendo por dentro. Morrendo de angústia, morrendo com este nó na garganta. Apesar de não saber bem o que eu sinto, devido a intensidade, eu sinto que preciso desistir de qualquer outra coisa que já passou pela minha cabeça um dia, e me dedicar a isso, inteiramente, de corpo e alma. E vou fazer o que for preciso pra ir atrás do que eu realmente quero, do que realmente vai me fazer feliz.
















Matheus, vem logo. Por que essa vontade de você está me corroendo cada dia mais. E eu não sei quanto tempo mais vou aguentar longe de ti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário